Cuiabá

A capital do Mato Grosso, Cuiabá, está localizada exatamente no centro geográfico da América do Sul, equidistante dois mil quilômetros dos oceanos Atlântico e Pacífico. Fundada em 1719, durante a Corrida do Ouro no Brasil, a cidade ainda abriga diversas construções históricas que foram declaradas patrimônio nacional em 1992.

Por cerca de 250 anos, Cuiabá permaneceu silenciosamente como uma pequena cidade da região Centro-Oeste do país. O cenário mudou rapidamente no século XX, quando o governo federal implantou um plano de expansão em direção ao interior do país, que resultou em rodovias ligando o Mato Grosso aos estados de Goiás e São Paulo. Em 30 anos, a população cresceu exponencialmente, de 57 mil habitantes em 1960 para 400 mil em 1990. A enorme área de 3.538 quilômetros quadrados de Cuiabá é atualmente o lar de mais de 540 mil pessoas.

Cuiabá localiza-se em um local privilegiado para os turistas, ponto de encontro de três dos ecossistemas mais importantes e característicos do Brasil: as savanas do Cerrado, as terras úmidas do Pantanal e a Amazônia. Com forte presença da natureza, não surpreende o fato de Cuiabá ter sido apelidada de Cidade Verde. Os cuiabanos também estão pertos de uma das paisagens mais surpreendentes do Brasil, a serra da Chapada dos Guimarães, onde sítios arqueológicos e um parque nacional de 3,3 mil quilômetros quadrados atraem milhares de visitantes todos os anos.

A Chapada dos Guimarães é uma das razões pelas quais Cuiabá é considerada a capital mais quente do país, uma vez que a serra bloqueia as massas polares e ajuda a elevar a temperatura para além dos 40º C durante o verão.

Futebol

O Mixto Esporte Clube, de Cuiabá, é a equipe mais importante do estado de Mato Grosso e tem uma das maiores torcidas da Região Centro-Oeste. O “Tigre” detém o recorde de títulos estaduais e, a partir de 1976, jogou a primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 11 anos consecutivos. Porém, o clube não volta à elite desde a sua saída. Os principais rivais na cidade são o Cuiabá Esporte Clube e o Clube Esportivo Dom Bosco, além do Operário Futebol Clube, da vizinha Várzea Grande.

Estadio

O Estádio José Fragelli, também conhecido como Verdão, foi o principal estádio de Mato Grosso até 2010. Construído em 1976 e com capacidade para 45 mil espectadores, já foi o palco de quatro amistosos da Seleção Brasileira, como a goleada por 6 a 1 sobre a Islândia em março de 2002 na preparação rumo à conquista da Copa do Mundo da FIFA Coreia do Sul/Japão 2002.

Em seu lugar, surgirá a moderníssima Arena Pantanal, que será especialmente construída para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

O estádio que abrigará os jogos da Copa do Mundo da FIFA™ à beira de uma região de flora e fauna tão riquíssima como a do Pantanal não poderia deixar de apresentar entre suas metas a construção e manutenção de uma estrutura sustentável, desde a concepção de seu projeto.

Essa orientação está voltada para cada detalhe: a madeira usada na edificação é certificada, e os resíduos e entulhos passam por um processo de reciclagem e reaproveitamento na própria obra e em suas vias de acesso. A qualidade do ar também é constantemente monitorada, assim como a do solo. Desta forma, o apelido “Verdão” dificilmente vai ser esquecido.

Especialmente construída para o torneio, a Arena Pantanal terá capacidade para 42.968 espectadores, ocupando o terreno em que antes estava o Estádio José Fagelli, e vai acolher quatro partidas do Brasil 2014. Esse espaço multiuso terá, no entanto, uma estrutura modelar, que poderá ser reduzida depois do Brasil 2014.  Coberta, ela poderá receber eventos diversificados, como shows, exposições e feiras. Clubes tradicionais como o Mixto e o Operário também podem aproveitar essa estrutura.

Arena

Construção: Mendes Júnior 

Custo: R$ 420 milhões

Como está: fase de acabamento e erguimento de colunas para cobertura
Prazo: outubro de 2013

Apontada como obra atrasada em até 60 dias, a construção da Arena Pantanal já ultrapassou a barreira dos 80% de conclusão, segundo o relatório do TCE. Conforme o contrato assinado com o consórcio vencedor da licitação, as obras já deveriam ter executado 86,1% do projeto do estádio.

Aeroporto
Por sua vez, a reforma e a ampliação do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), estão defasadas em mais de 30%, diz o TCE. Isso porque as obras atingiram, até junho, 13,01% de conclusão; pelo contrato, este total já deveria consistir em pelo menos 43,16%.

Poster

Cuiabá, capital de Mato Grosso, situa-se exatamente no centro geodésico da América do Sul. Pode ser considerada, portanto, o coração da América do Sul. Rica em história, cultura, arte e gastronomia, Cuiabá também se destaca pelo calor, que não se limita à temperatura. O calor humano de seu povo e seu jeito de receber bem a torna única. O pôster da cidade reuniu a alegria do evento e do povo cuiabano expressada nas cores vivas e variadas, o futebol representado pela bola nos pés do jogador, a união e a vibração das pessoas, em especial da torcida pantaneira, traduzidas no movimento da bola e as formas que a cercam.

Cuiabá é a porta de entrada para a maior planície inundável do planeta – o Pantanal mato-grossense, e por isso, o tuiuiú, que é a ave símbolo do Pantanal, é um dos destaques do cartaz. O mapa do Estado posicionado no centro da bola mostra que a capital, Cuiabá, está preparada para receber o maior evento de sua história.

Fonte: http://pt.fifa.com/worldcup

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s